A Warburg Pincus tem o compromisso de investimento responsável para incentivo à sustentabilidade ambiental, responsabilidade social e governança corporativa efetiva (ESG, na sigla em inglês). A companhia tem um programa de ESG consolidado, tanto internamente como em seu portfólio de empresas. A Warburg Pincus segue as Diretrizes para o Investimento Responsável, promulgadas pelo American Investment Council (anteriormente Private Equity Growth Capital Council).

A Warburg Pincus sempre as considera questões de ESG em suas operações ao analisar oportunidades de investimento, durante due diligence, no monitoramento de investimentos existentes e ao atuar no conselho das empresas de seu portfólio. Para aprimorar sua experiência e recursos em questões de ESG, a organização consulta uma série de entidades externas e colabora com elas. Entre elas, o Fundo de Defesa Ambiental (EDF, na sigla em inglês), a Transparência Internacional, a National Association of Corporate Directors (NACD) e a Business for Social Responsibility (BSR).

A Warburg Pincus criou um “Conselho Verde” para compartilhar boas práticas de ESG entre todas as empresas do seu portfólio. Por meio deste fórum e de suas relações com empresas individuais, ela fornece recursos e orientações para a obtenção de um elevado padrão de gestão ambiental. Por exemplo, a Warburg Pincus trabalha junto às empresas do seu portfólio para promover o uso sustentável dos ativos de Tecnologia da Informação – aos que a empresa refere-se como “TI Verde”. Assim, a Warburg Pincus estabeleceu e implementou um conjunto de princípios relacionados à criação, fabricação, uso e descarte de equipamentos de informática. Várias empresas de seu portfólio buscam também reduzir o desperdício com a implementação de políticas de economia de papel, fornecendo aos funcionários recipientes de bebida reutilizáveis e reforçando a infraestrutura de reciclagem em seus escritórios.

Com relação à responsabilidade social, a Warburg Pincus está plenamente comprometida com o bem-estar e a segurança de seus colaboradores e dos de seu portfólio de empresas. Além disso, a Fundação Warburg Pincus apoia uma ampla gama de atividades beneficentes e organizações civis que contribuem com o bem-estar das comunidades onde atua. Por exemplo, a companhia está, atualmente, envolvida em dois significativos projetos que envolvem a concessão de recursos para a The Nature Conservancy para promover a preservação da terra e da vida selvagem. Um deles, iniciado em 2012, inclui uma contribuição substancial para a proteção de quase 162 mil hectares de vida selvagem canadense na bacia do Rio Flathead, na Colúmbia Britânica. O outro, iniciado em 2014 em conjunto com a Antero Resources, empresa de seu portfólio, fornece recursos significativos para a preservação de mais de 1.6 mil hectares ao longo de um trecho de mais de 11 quilômetros do Rio Cheat, no Cheat Canyon, área de preservação localizada no estado da West Virginia, nos EUA.

A Warburg Pincus também se posiciona com grande ênfase na governança corporativa mais eficaz. Através da atuação de membros da empresa em conselhos de empresas de seu portfólio, a Warburg Pincus incentiva as melhores práticas em governança corporativa e fornece equipes de gerenciamento capacitadas para esse fim.

A Warburg Pincus acredita que um programa ESG eficaz ajuda as empresas a gerenciar melhor os riscos, aumentar a eficiência, reduzir os custos e impactos ambientais e a construir organizações mais valiosas, competitivas e sustentáveis.  Consistentemente com seus valores e sua cultura, que fazem parte da história da Warburg Pincus, a empresa acredita que práticas responsáveis de ESG contribuem positivamente com o retorno de investimentos de longo prazo.